Pesquisas sugerem remediar desde cedo o pré-diabetes e ficar especialmente atento ao coração de quem já tem diabetes tipo 2, como mostra nosso colunista