Novos tratamentos para essa doença de pele se juntam ao arsenal já disponível e podem melhorar consideravelmente as lesões mesmo em casos graves