Estudante ‘brincava’ com fios e se surpreendeu com bateria, 400 vezes mais eficiente que as comuns.