Neurocientistas americanos conseguem, pela primeira vez, atenuar das fobias de um grupo de pessoas utilizando aromas.