• foto-imagem-coceira-genital

    Infecções
    A cândida é uma bactéria comum presente na vagina, porém, quando a vagina não está com a acidez em um nível normal ou ocorre algum desequilíbrio hormonal, a cândida pode se multiplicar e causar vários problemas.

    Quando a mulher está coceiras e nota que também um corrimento que lembra queijo cottage, a dica é procurar um ginecologista para que ele indique o melhor tratamento para o problema.

    Sensibilidade na pele
    A região íntima possui a pele muito sensível, por isso é importante que se tenha muito cuidado com o tipo de produto e depilação que faz, já que muitas vezes a irritação e coceira podem ser externas devido a um pelo encravado ou algum tipo de produto muito perfumado que possa ter alterado a condição da região.

    Por ser uma região extremamente delicada, a pele pode reagir a aromas e perfumes de todos os tipos de produtos, inclusive o papel higiênico perfumado, o que pode causar coceira. Ao perceber que está com um pelo encravado, a dica é fazer compressa morna para que o folículo abra.

    E se o caso for a sensibilidade, a dica é parar de usar produtos perfumados e prestar atenção para ver se a coceira desaparece. Ao persistir o problema, o médico precisa ser consultado.

    Vaginose bacteriana
    Produtos perfumados podem causar não só irritação e coceira, mas também infecções, uma vez que podem eliminar as bactérias boas presentes na região. Isso faz com que as bactérias ruins se alastrem, causando coceira e um odor ruim.

    Ao perceber que a vagina apresenta um odor fora do normal, a dica é procurar o ginecologista para que ele possa identificar a causa e indicar um tratamento adequado.

    Condições da pele
    Eczema, psoríase, entre outros problemas da pele, pode afetar também a sua vulva. Se notar que sua região íntima ou próximo a ela está apresentando manchas vermelhas ou escamosa, procure um ginecologista, principalmente se estiver com inflamação na pele em outra região de seu corpo.

    Estresse
    Quando a pessoa está sob forte estresse, todo o seu corpo sofre e isso inclui a região íntima. O estresse desequilibra todos os hormônios, o que pode gerar um coceira vaginal. Tanto o estresse bom quanto o mal pode alterar o equilíbrio hormonal, por isso, realizar técnicas antiestresse pode ajudar a colocar as coisas no lugar certo, trazendo a normalidade ao corpo.

    Se isso não resolver, a dica é procurar o ginecologista para que ele possa identificar a verdadeira causa do problema e indicar o tratamento adequado.

    DSTs
    Todas as pessoas sexualmente ativas não podem excluir de suas vidas a possibilidade de contrair uma DST. E doenças sexualmente transmissíveis como herpes genital, gonorreia, entre outras, possuem pruridos como sintoma.

    Nesse momento também não há motivo para pânico, e nem é preciso sair acusando o parceiro. Antes de qualquer coisa é importante fazer uma consulta com o ginecologista para detectar qual o tipo de DST e saber quais sais a possíveis formas de contágio.

    Se detectar qualquer outro tipo de sintoma como coloração estanha no corrimento ou dor ao urinar, é preciso marcar imediatamente uma consulta.

    Posted by @ 12:30

    Tags: , , ,

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos