• Medicina 17.02.2010

    Pés descobertos, banho ligeiramente frio e ar condicionado são algumas delas

    A dificuldade em pegar no sono em noites mais quentes durante o verão é natural. De acordo com especialistas ouvidas pelo R7, a temperatura mais elevada causa no organismo uma reação que mantém as pessoas despertas. Normalmente, o corpo resfria cerca de um grau na primeira fase do sono, antes de dormir. E o calor atrapalha esta tendência natural. Trata-se de uma dilatação das artérias que leva a uma reação no sistema nervoso autônomo.

    Algumas medidas podem ajudar a aliviar esse desconforto antes de ir para a cama. As dicas são simples e têm a ver com regulação da temperatura corporal. Recorrer a elas pode significar bem estar no dia seguinte, já que uma noite mal dormida por causa do calor geralmente se transforma em queda de produtividade, mau humor, cansaço e falta de concentração.

    De acordo com Dalva Poyares, neurologista do Instituto do Sono de São Paulo e professora da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), atitudes que ajudam a baixar a temperatura do corpo são bem vindas em noites de calor. Deixar os pés descobertos, as janelas abertas e tomar um banho morno ou ligeiramente frio para dormir pode ser uma solução. Quem tem ar condicionado climatizado e ventilador pode recorrer a eles, sempre tomando cuidado para manter o ambiente umidificado, com uma bacia ou um copo com água, por exemplo.

    A pneumologista Flávia de Castro Guimarães, especialista em medicina do sono do Instituto do Sono de Campinas, também recomenda o uso de refrigeração, mas alerta para o cuidado com a temperatura muito baixa e com a limpeza dos equipamentos.

    – O ideal é resfriar o ambiente e não congelar. O mais importante é manter o ar condicionado em boas condições e limpar a grade todas as semanas. De seis em seis meses, também é adequado fazer uma limpeza geral.

    Segundo Dalva Poyares, outros fatores também podem atrapalhar o sono, não apenas o calor. Mesmo assim, o número de atendimentos a pessoas com distúrbio no sono costuma variar com as estações do ano, diz ela.

    – A incidência de insônia e de distúrbios do sono aumenta durante o verão. O calor piora a situação de quem tem insônia. Em ambientes de temperatura controlada, como no caso de uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a média costuma ser entre 22 e 25 graus. Essa média vale para a maioria dos países tropicais, mas pode variar de acordo com cada indivíduo.

    Fonte R7

    Posted by @ 21:58

    Tags: , , , , , , , , , , , ,

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *