• A infecção urinária não escolhe suas vítimas segundo a idade. O mal pode afetar desde crianças até idosos – passando, no meio desse percurso, por adolescentes, adultos e grávidas, por exemplo.

    Também chamada de cistite, ela é a doença bacteriana mais comum em todo o país – e pode trazer algumas complicações à vida dos mais velhos. Felizmente, porém, há maneiras de se prevenir e de tratar esse distúrbio.

    Na maturidade

    O maior risco de infecção urinária é um revés que podemos botar na conta da idade. A partir dos 65 anos, 10% dos homens e 20% das mulheres apresentam o problema, de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia. E os números duplicam depois dos 80. A questão aqui é que muitos casos são assintomáticos. Não dá pra esperar os sinais de aviso, portanto, para acompanhar com o médico. “Como a imunidade nos idosos tende a ser mais baixa, deve-se ter cuidado no diagnóstico e no manejo dessas infecções”, pontua o urologista Carlos da Ros, do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. A presença de males como demência e diabetes agrava as coisas lá embaixo também. E senhores e senhoras que usam fralda geriátrica requerem cuidados extras com a higiene, uma vez que são duplamente mais sujeitos à cistite.

    Problema domado

    O que os médicos prescrevem para tratar e controlar infecções urinárias

    Antibióticos

    São o único tratamento quando a cistite já se instalou. O exame de urina acusa a bactéria causadora e norteia a escolha do remédio.

    Hidratação

    Caprichar nos goles de água eleva o volume e a saída de urina, o que ajuda a evitar a multiplicação e instalação dos micróbios.

    Suco de cranberry

    Embora ainda não haja estudos definitivos, médicos recomendam o suco ou cápsulas da frutinha contra infecções de repetição.

    Probióticos

    Alguns produtos e suplementos do gênero equilibram a flora intestinal e auxiliam a combater os micro-organismos por trás da cistite.

    Posted by @ 12:02

    Tags: , ,

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *