• Dicas, metabolismo, saúde 11.02.2013

    foto-imagem-findus
    Autoridades da Grã-Bretanha ordenaram testes em todos os tipos de comida processada que leve carne bovina. A decisão ocorre após a descoberta de que uma conhecida marca de lasanha no país continha 100% de carne de cavalo.

    Não se trata do primeiro incidente do gênero. Há menos de um mês descobriu-se que uma marca popular de hambúrguer, vendida na maior rede de varejo britânica, também continha carne de cavalo.

    O caso causou grande desconforto entre consumidores e gerou críticas às autoridades pela imprensa do país.

    Na semana passada, encontrou-se carne suína em uma linha de produtos com o selo “hallal”, que designa a carne vinda de abates realizados sob os preceitos islâmicos para a comunidade muçulmana, que não consome carne de porco.

    A Food Standard Agency (FSA), agência que regula produtos alimentícios no país, disse suspeitar de que houve “fraude criminosa” no caso da lasanha Findus.
    A agência disse que não há risco à saúde de quem consumiu a lasanha.

    A marca Findus pediu desculpas e comunicou que está retirando os produtos do mercado.

    Casos de contaminação com carne de cavalo também foram registrados na Irlanda, na Polônia e na França.

    A diretora executiva da FSA, Catherine Brown, disse em entrevista à BBC: “Pedimos à indústria alimentícia que faça testes de autenticidade em todos os produtos com carne bovina, como hambúrgueres, almôndegas e lasanha, e que envie os resultados à FSA”, disse.

    Os resultados devem ser entregues na próxima sexta-feira.

    A marca Findus confirmou que a lasanha era produzida por um fornecedor na França.

    No início da semana, o fornecedor francês Comigel alertou a Findus que havia indícios de contaminação, aconselhando-os a retirar os produtos do mercado.

    Posted by @ 18:33

    Tags: , , ,

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *