• Uncategorized 10.01.2012

    O pimentão lidera o ranking dos alimentos com o maior número de amostras contaminadas por agrotóxico. De acordo com os dados do Para (Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos de Alimentos) da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), divulgados nesta quarta-feira (7), mais de 90% das amostras de pimentão analisadas em 2010 apresentaram problemas.
    Morango, com 63%, e pepino, com 58%, aparecem na sequência do ranking de produtos irregulares. Segundo a agência, foram detectadas duas irregularidades: teores de resíduos de agrotóxicos acima do permitido e o uso de agrotóxicos não autorizados para estas culturas.

    De todos os legumes, frutas e verduras analisados, 28% estavam insatisfatórios. Deste total, em 24, o que representa 3% dos casos, os problemas estavam relacionados à presença de agrotóxicos não autorizados. Já em 1,7% das amostras foram encontrados resíduos de agrotóxicos em níveis acima dos autorizados. Em 1,9% dos casos, as duas irregularidades foram encontradas simultaneamente na mesma amostra.

    A alface e a cenoura também apresentaram elevados índices de contaminação. Em 55% das amostras de alface foram encontradas irregularidades. Já na cenoura, o índice foi de 50%.

    Na beterraba, abacaxi, couve e no mamão foram verificadas irregularidades em cerca de 30% das amostras analisadas.

    O único alimento que apresentou resultados satisfatórios foi a batata. No primeiro ano de monitoramento do programa, em 2002, 22,2% das amostras de batata coletadas apresentavam irregularidades, mas agora 100% dos produtos analisados foram aprovados.

    De acordo com Agenor Álvares, diretor da Anvisa, os dados são preocupantes.

    – A ingestão cotidiana desses agrotóxicos pode contribuir para o surgimento de doenças crônicas não transmissíveis, como a desregulação endócrina e o câncer.

    Posted by @ 14:41

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *