• foto-imagem-FoliculiteO uso prolongado de calças apertadas, principalmente jeans, está entre
    um dos fatores que causam a foliculite. Nesta época do ano, vestimos
    frequentemente roupas de tecido mais grosso, o que faz com que a pele
    não consiga ‘respirar’ de forma adequada e aumenta a chance do
    aparecimento das indesejadas bolinhas vermelhas.

    A foliculite nada mais é que uma infecção causada por bactérias. “A
    penetração da bactéria na pele pode ocorrer espontaneamente ou
    favorecida pelo ato de raspar ou depilar os pelos, pelo uso de roupas
    justas que geram atrito na pele, pelo excesso de umidade ou pelo suor.
    Pode atingir qualquer pessoa e em qualquer idade. Mas quem tem pelo
    encaracolado tem mais facilidade de desenvolver a doença, quem faz
    esfoliação constante e quem se barbeia diariamente também.”, explica a
    dermatologista Ana Paula Lara.

    Normalmente a foliculite se manifesta com dor, coceira, pústulas e até
    crostas na pele. Aparecem pequenas bolinhas avermelhadas ou
    esbranquiçadas contendo pus. Na maior parte dos casos, se tratada
    corretamente, não acarreta complicações. Mas se a infecção avançar e
    alcançar áreas mais profundas na pele pode deixar cicatrizes ou
    manchas. Muitas vezes, nem é necessário tratamento, alguns casos se
    resolvem espontaneamente. “Para os demais, cada médico vai avaliar o
    estado da pele e prescrever pomadas ou remédios por via oral,
    geralmente contendo antibióticos. Se alguma lesão chegar a formar um
    abscesso, pode ser necessária a realização de drenagem cirúrgica.”,
    diz a especialista.

    Dúvida frequente das mulheres que têm foliculite é a questão sobre
    depilar ou barbear os pelos do corpo. “Nenhum dos dois é benéfico para
    quem tem foliculite crônica. O ideal seria realizar depilação
    definitiva a laser.”, orienta a doutora. Não há um método de depilação
    que seja ideal, mas a depilação definitiva a laser é uma das mais
    recomendadas já que diminui as chances do encravamento dos pelos e com
    isso, os riscos da foliculite são menores.

    O melhor mesmo é prevenir: evitar umidade em locais mais comuns de
    aparecimento das lesões; evitar depilação (cera, pinça, lamina); não
    esfoliar a pele em excesso; evitar banhos muito quentes; não usar
    calças apertadas demais e sempre preferir tecidos mais leves. Ou seja,
    as mulheres podem usar e abusar das saias e vestidos!

    Posted by @ 13:01

    Tags: , , , , , ,

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *