• Dicas, dieta 03.11.2011

    O poder de um morango

    Esta pequena, mas deliciosa fruta vermelha encerra grandes potencialidades no que toca a perder peso de forma gradual e saudável, a começar pelo facto de um copo de morangos conter apenas 28 calorias e 0 gramas de açúcar. As boas notícias continuam: os morangos estão recheados de vitamina C (excelente antioxidante que actua no fortalecimento do sistema imunitário); minerais importantes (ferro, cloro, potássio e sódio, sendo estes dois últimos cruciais para o funcionamento pleno dos músculos e nervos); sem esquecer a fibra, ácido fólico e os taninos anti-inflamatórios. Em termos de saúde e bem-estar, os morangos estimulam o desenvolvimento de células novas; potenciam as defesas contra vários tipos de doença; fortalecem a pele, cabelo, dentes e ossos; aumentam a libido sexual; fornecem energia e lutam contra a fadiga.

    A dieta

    Em termos de dieta, os morangos actuam a vários outros níveis: têm poderosas propriedades diuréticas que ajudam a eliminar e reduzir a retenção de líquidos, favorecem a eliminação de toxinas e a regulação do trânsito intestinal, ao mesmo tempo que aceleram o metabolismo. No fundo, o morango é um excelente desintoxicante que, graças às suas quantidades generosas de vitamina C, fibra e potássio, produz uma acção dietética significativa que contribui para a perda de dois a quatro quilos por mês.

    Dois dias por semana

    A dieta do morango é muito simples: sem descurar um plano alimentar equilibrado e saudável (65% hidratos de carbono | 25% gorduras | 15% proteínas), os morangos são consumidos durante apenas dois dias por semana, devido à sua potente acção purificativa e diurética. Esses dois dias devem ser intercalados e nunca seguidos, uma vez que o efeito depurativo faz-se sentir durante vários dias, ou seja, pode escolher segunda e sexta-feira ou quarta-feira e domingo, por exemplo. Como funciona? Nos dias em que fizer a dieta do morango, estes frutos (mais especificamente 5-6 morangos) devem fazer parte de cada uma das refeições, excepto o pequeno-almoço. No caso do almoço e do jantar, assumem o lugar de sobremesa e, no que toca ao lanche do meio da manhã, da tarde e da ceia, pode consumir os tais morangos juntamente com 3 bolachas Maria, bolacha tostada ou tostas; com ½ pão integral e queijo fresco/requeijão; com iogurte magro; em forma de batido com leite magro; com nozes ou cereais.

    Quem pode?

    Esta dieta é considerada muito saudável uma vez que nenhum dos grupos alimentares é descurado e introduz-se um alimento cujo valor nutricional é extremamente elevado. O único alerta vai para as pessoas que sofrem de tensão baixa e que devido ao seu forte efeito diurético, não devem seguir a dieta do morango mais do que um mês. Em contrapartida, quem sofre de tensão alta, não terá qualquer problema em segui-la durante mais tempo. A dieta do morango é ainda benéfica para quem sofre de anemia, fadiga crónica e elevados níveis de stress, no sentido de que estes frutos vermelhos fornecem elevadas doses de vitaminas e ferro que contrariam todas essas patologias. Em adição, há que ter em conta os poderes energéticos do morango que, combinado com os restantes grupos alimentares, produz mais energia e acelera o metabolismo, o que não faz dela uma dieta que provoca fraqueza.

    Resultados

    Seguida durante um mês, a dieta do morango pode proporcionar um emagrecimento rápido que pode variar entre os dois e os quatro quilos, dependendo da pessoa e do restante regime alimentar, que deve ser saudável e equilibrado. Tudo isto sem descurar o correcto funcionamento do organismo, nem comprometer a sensação de bem-estar geral.

    Posted by @ 11:12

    Tags: , ,

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *